cloneBase: Bolsa de trabalho na Alemanha para jovenes journalistas

Menu

Bolsa de trabalho para jornalistas latino-americanos e alemães

A intenção do programa é promover as relações entre Alemanha e países da América Latina, dando a jovens jornalistas das duas regiões a oportunidade de conhecer de perto outro país e trabalhar como correspondente por dois meses.

O programa oferece aos bolsistas latino-americanos a experiência de trabalhar em um veículo de comunicação na Alemanha como redatores-visitantes. O principal objetivo, no entanto, é que os participantes trabalhem como correspondentes temporários para suas redações no Brasil.

Participantes 2017 em Berlim
Participantes 2017 em Berlim

Durante o estágio, os jornalistas poderão familiarizar-se com a realidade política e econômica da Alemanha, assim como conhecer a cultura e mentalidade de sua população. O trabalho diário numa redação assegurará o contato com jornalistas alemães e a criação de laços profissionais e de amizade. Para manter essas novas relações após o programa, temos uma rede de contatos entre os ex-bolsistas do IJP.

Organização

O IJP (Internationale Journalisten-Programme, Programas Internacionais para Jornalistas) foi fundado em 1981 por jornalistas alemães. Dedica-se a apoiar jornalistas jovens e talentosos, assim como promover o intercâmbio de ideias entre a Alemanha e outros países. É uma organização independente, sem fins lucrativos, cujos membros trabalham de forma voluntária. Atualmente conta com mais de 2500 membros, que já se beneficiaram de seus diferentes programas. A bolsa de intercâmbio entre a Alemanha e a América Latina existe desde 1997.

Quem pode se candidatar

O programa é direcionado a jornalistas profissionais com idade entre 25 e 35 anos (estudantes não podem se candidatar) e com bons conhecimentos da língua alemã (em casos excepcionais, fluência em inglês e espanhol podem ser suficientes). Os candidatos têm que trabalhar no Brasil em tempo integral como jornalistas ou colaboradores em um veículo de comunicação (jornal, revista, televisão, rádio ou online). Jornalistas trabalhando em agências de relações públicas ou no serviço público não podem se candidatar. No entanto, profissionais de redações de empresas públicas de comunicação estão aptos para o programa.

Como participar

As candidaturas devem ser enviadas por e-mail ao setor de imprensa da Embaixada da Alemanha em Brasília ou ao Consulado da Alemanha mais próximo do local onde mora (São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre ou Recife) até o dia 15 de setembro. O material deve ser organizado em um arquivo único, que contenha todos os documentos necessários, em formato PDF. Os contatos nesses órgãos podem mudar com o passar do tempo, por isso, pedimos que antes do envio dos documentos o candidato confirme o endereço eletrônico e o contato do responsável local. Caso o candidato chegue à fase final, ele deve comparecer a uma entrevista na Embaixada ou no Consulado mais próximo.

A candidatura deve incluir:

  • Currículo (de preferência em alemão) com endereço, telefone pessoal e profissional (com o prefixo do país) e e-mail. Espera-se que o candidato comprove, de alguma maneira, os conhecimentos de idioma exigidos;

  • Uma carta de motivação (máximo de duas páginas, de preferência em alemão). A carta deve conter três informações: o motivo pelo qual o candidato deseja participar do programa, o interesse pela Alemanha e o veículo em que deseja trabalhar durante a bolsa. Os jornalistas de televisão devem explicar também como pretendem produzir reportagens na Alemanha, já que o IJP não pode disponibilizar câmeras e o material audiovisual necessário;

  • Três cópias de textos publicados que dêem uma amostra de sua capacidade profissional. Se o candidato trabalhar em televisão ou rádio, é possível anexar endereços na internet onde os trabalhos podem ser encontrados;

  • Uma carta de recomendação do redator-chefe do veículo de comunicação em que trabalha (em português), contendo uma descrição da capacidade profissional do jornalista. A carta deve autorizar que o interessado participe do programa por dois meses.

  • Três ideias de pautas que o candidato gostaria de produzir durante a bolsa na Alemanha (máximo de 600 caracteres por pauta). Os assuntos não precisam ser necessariamente atuais;

  • Importante: As candidaturas incompletas serão automaticamente descartadas.


O resultado da comissão de seleção será anunciado aos candidatos selecionados até começo de novembro, e aos candidatos rejeitados até o começo de dezembro.

Conteúdo do programa

O período de candidatura ao IJP começa em 1 de agosto e vai até 15 de setembro. Quem passar para a segunda fase será convidado para uma entrevista presencial na Embaixada da Alemanha em Brasília ou no Consulado da Alemanha mais próximo do lugar onde mora. Os aprovados para o programa serão anunciados no começo de novembro, e os dispensados serão avisados até o início de dezembro.

O início oficial da bolsa será no final de fevereiro com um seminário introdutório de alguns dias em Berlim, no qual também estarão presentes os bolsistas alemães. Em seguida, os participantes latino-americanos começarão a trabalhar nas respectivas redações-anfitriãs na Alemanha por dois meses. No final de março, o Instituto Goethe organizará uma viagem de uma semana por duas ou três cidades alemãs. A participação é obrigatória e deverá ser priorizada mesmo que o bolsista esteja empenhado em alguma pauta.

Como de costume, no último fim de semana de abril é realizada uma reunião de despedida para os participantes latino-americanos. O encontro também marca o início da bolsa para os jornalistas alemães, que estarão, a partir de 1 de maio, no país aos quais foram designados.

Bolsa

A bolsa para os participantes latino-americanos consiste em uma quantia de 3.600 euros. Com esse dinheiro, o bolsista deve cobrir todos os seus gastos, incluindo viagem, acomodação e alimentação na Alemanha. O IJP não se responsabiliza por gastos extras. Os custos de hospedagem durante o seminário de introdução serão cobertos pela organização do programa. O trabalho durante o estágio não será remunerado pelo veículo de comunicação alemão.

FAQ | Perguntas frequentes

As respostas para as perguntas mais frequentes sobre o programa IJP para jornalistas alemães e latino-americanos podem ser encontradas aqui. Por favor, leia este FAQ antes de entrar em contato com a coordenação do programa (latino(a)ijp.org).

Candidatura

Existe alguma restrição de idade?
O programa de intercâmbio jornalístico prioriza a participação de profissionais com idade entre 25 e 35 anos. Apenas em casos excepcionais, poderão ser aceitas as candidaturas de jornalistas em uma faixa etária diferente.

Posso me candidatar mesmo se eu já morar na Alemanha?
Não. Os candidatos que já vivem no país onde a bolsa será realizada serão automaticamente desconsiderados do processo de seleção dos participantes.

Quantas vezes eu posso me inscrever para a bolsa?
Inscrições de um mesmo candidato em anos diferentes são bem-vindas. Porém, uma vez que o jornalista não tenha sido aprovado pela terceira vez, pedimos que ele se abstenha de uma nova candidatura.

Sou jornalista freelancer. Posso me candidatar?
Sim. O IJP está aberto também aos jornalistas freelancers, desde que os documentos necessários para a candidatura sejam assinados pelo veículo de comunicação mais importante para o qual o profissional colabora.

Eu trabalho em uma agência de relações públicas ou no serviço público. Posso me candidatar?
Não. O programa não permite a participação de profissionais atuantes no serviço público ou em agências de relações públicas (como assessorias de imprensa).

Posso levar minha família (cônjuge e/ou filhos) enquanto eu estiver participando do programa?
Esta pergunta será respondida individualmente e a resposta pode variar caso a caso, após conversa com o coordenador do programa. A quantia em dinheiro paga pelo IJP ao participante não mudará em hipótese alguma, mesmo se a família do jornalista o acompanhar na viagem.

Eu tenho que apresentar uma carta assinada pelo meu empregador atual?
Sim. Para se candidatar, será preciso apresentar uma carta assinada pelo redator-chefe do veículo no qual você trabalha atualmente. O documento deverá citar suas habilidades jornalísticas e autorizar sua participação na bolsa pelo período de dois meses. O redator-chefe também deverá se comprometer a publicar as reportagens escritas pelo candidato durante a realização da bolsa. A carta deverá ser datada e atual.

Sou freelancer. Tenho que apresentar uma carta de recomendação assinada por algum veículo para o qual eu escrevo?
Sim. Os jornalistas freelancers devem apresentar uma carta de recomendação assinada pelo veículo mais importante para o qual escrevem. O documento deve dizer que o jornalista é colaborador da publicação.

Quais conhecimentos de idioma devo ter?
O ideal é que os candidatos latino-americanos sejam capazes de se comunicar em alemão com seus colegas e entrevistados sem nenhum problema de compreensão. Se isso não for possível, é necessário ter bom conhecimento de inglês e espanhol. Para os candidatos que não falam alemão, a concorrência é maior, já que há menos vagas disponíveis para esse perfil.

Como devo comprovar meus conhecimentos de idioma?
Os conhecimentos linguísticos podem ser comprovados por documentos importantes, como certificados de cursos, exemplos de trabalhos, declarações sobre aulas assistidas no exterior etc. Não é exigida uma certificação específica de alemão, inglês ou espanhol, mas é esperado que o candidato comprove a fluência de alguma forma. Os conhecimentos linguísticos serão testados no processo de seleção.

Que tipo de exemplos de trabalhos devo enviar?
Para a candidatura ao IJP, devem ser enviados até, no máximo, três exemplos de trabalho escritos (revistas, jornais ou sites). Para os jornalistas que trabalham em emissoras de rádio e televisão, podem ser entregues as transcrições dos trabalhos junto com links para download ou visualização online.

Eu me inscrevi para a bolsa em uma representação da Alemanha em meu país, mas não recebi confirmação. O que devo fazer?
Recomendamos que você entre novamente em contato com a Embaixada ou Consulado Geral da Alemanha, de preferência por telefone. Se você ainda tiver problemas para receber uma confirmação de inscrição, entre em contato com o coordenador do programa.

Posso participar do programa mesmo com alguma deficiência?
Neste caso, entre em contato o mais rápido possível com o coordenador do programa.


Prazos

Tenho que participar dos seminários de introdução e conclusão do programa?
Sim. Os seminários de introdução e conclusão do programa são obrigatórios para todos os participantes do IJP.

Posso alterar o período da bolsa?
Não. O período da bolsa de trabalho é o mesmo para todos os participantes latino-americanos do programa e não pode ser alterado. Há, porém, a possibilidade de prolongar a permanência no veículo de comunicação alemão por um mês, mas isso dependerá da disponibilidade do mesmo. O valor em dinheiro pago pelo IJP não será alterado caso o participante decida ficar mais tempo na Alemanha.


Acomodação

Onde vou morar?
A busca por acomodação é uma responsabilidade de cada participante do programa. Caso tenha dificuldade para encontrar, a rede de contatos dos ex-participantes do IJP pode ajudar. Basta solicitar ao coordenador do programa as informações de contato das pessoas mais indicadas.


O Programa

Posso escolher para qual veículo de comunicação alemão vou trabalhar?
Você pode indicar em sua inscrição para qual veículo de comunicação alemão pretende trabalhar, especialmente se já teve algum contato com ele. Contudo, não há garantia de que o seu pedido será atendido.

Quem é responsável pelo meu visto?
Cada participante latino-americano deve checar por conta própria se precisa de visto para participar do programa. Os brasileiros não precisam de visto para uma permanência de até três meses na Alemanha. Os participantes que precisarem de visto podem pedir auxílio ao coordenador do programa para que ele conceda os documentos necessários (carta de confirmação da participação no programa etc).

Preciso de um seguro de saúde internacional durante minha permanência na Alemanha?
Sim. A contratação de um seguro de saúde internacional é obrigatória e deve ser providenciada pelo próprio participante.

Eu vou receber dinheiro para cobrir meu custo de deslocamento em transporte público ou privado durante a bolsa?
Não. Você não será reembolsado pelo seu custo com transporte durante o programa. A única exceção será durante a viagem oferecida pelo Instituto Goethe por algumas cidades alemãs. Neste caso, todos os custos serão cobertos pelo programa.

Veículos parceiros

Alguns dos veículos parceiros na Alemanha são: Deutsche Welle, dpa, EFE, Berliner Zeitung, Der Freitag, Handelsblatt, taz, Tagesspiegel, Süddeutsche Zeitung, Die WELT e ZDF.

Parceiros e patrocinadores

A IJP agradece a todos os parceiros e patrocinadores pelo apoio e a confiança no programa de intercâmbio entre Alemanha e América Latina: